17º Campeonato Mundial de Atletismo

O Campeonato Mundial de Atletismo de 2019 começou a 27 de setembro e estendeu-se até 6 de outubro. O Estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Qatar, recebeu a 17.ª edição deste evento bienal. Portugal levou 15 atletas à competição.

Foi o primeiro campeonato em 14 anos sem a presença do jamaicano Usain Bolt. Os Estados Unidos da América arrecadaram mais medalhas – no total, 29, das quais 14 foram de ouro. Portugal levou apenas uma medalha de prata para casa – a de João Vieira, nos 50km marcha.

As classificações da prova de 50km marcha, com destaque para João Vieira. (site da World Athletics)

Esta 17.ª edição foi palco de algumas estreias: estabeleceu-se pela primeira vez um limite de participantes em algumas provas; foi também a primeira vez que se correu a estafeta 4x400m misto. Por outro lado, a prova feminina de 50 km marcha realizou-se pela segunda vez.

Andreia Jesus na Taça de Portugal de marcha atlética (Foto cedida por Andreia Jesus)

Andreia Jesus tem 21 anos e é estudante de Jornalismo na ESCS. Pratica atletismo há oito anos no Grupo Desportivo Popular do Chão Duro, na Moita, distrito de Setúbal. Andreia participou nos Nacionais de Marcha, onde arrecadou o bronze, e a sua equipa foi campeã na Taça de Portugal de Marcha Atlética no ano passado.

Andreia destaca o facto de Portugal ter conseguido uma medalha nos mundiais, conquistada por João Vieira: “Foi um grande feito, porque foi o homem mais velho a conquistar uma medalha nos mundiais de atletismo.” No entanto, houve uma falha do lado de Portugal: “A RTP2 fez todo um acompanhamento do mundial, mas não transmitiu a cerimónia de entrega da única medalha portuguesa. Isto demonstra que Portugal não dá o devido valor à marcha.”

Redatora: Beatriz Peixe

Foto de capa: Hali Haider/ LUSA

Gostaste deste artigo? Partilha-o!

Scroll to Top