A música africana à beira do Tejo

Clube B'Leza à beira do Tejo © Rosário Marques

O B’Leza, templo da música e dança de Cabo Verde e de Angola viveu durante 12 anos, entre 1995 e 2007, num palácio do Conde Barão. Mas o edifício precisava de obras e as donas do B’Leza tiveram de fechar portas. Não desistiram e, desde 2012, a música da África que fala em português está numa casa com vista para o Tejo, mesmo à beira do rio, pertinho do Cais do Sodré.
Mornas, kizomba e funaná puxam o pé para a dança.

B’Leza ou África em Lisboa

Por Eva Neira Carballo

 

Gostaste deste artigo? Partilha-o!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top