Atletismo: Campeonato Nacional SUB20

Este fim de semana, dia 6 e 7 de julho, foi a vez de Aveiro receber o Campeonato Nacional de Atletismo SUB20. A pista municipal de Vagos foi mais uma vez o local escolhido pela Federação Portuguesa para encontrar os melhores do país nas variadas disciplinas do Atletismo.

As bancadas de futebol foram movidas e deram lugar ao equipamento de atletismo: barreiras, colchões e câmaras de photofinish. Os únicos percalços foram as falhas tecnológicas, tanto do cronómetro como da pistola que dá o tiro de partida.

Todos os dados foram retirados da seguinte lista de resultados da Federação Portuguesa de Atletismo.

(MAGDA CRUZ/8ªCOLINA)

A vista para as bancadas era assim no primeiro dia de competição, que começou às 15 horas. Do norte de Portugal, destacamos a equipa nortenha Maia Atlético Clube; do centro, o União Clube Eirense e do sul, o Clube Oriental de Pechão. Das ilhas, estiveram presentes equipas como o Grupo Desportivo do Estreito. As provas do segundo dia tiveram início às 9h e acabaram pouco depois das 14h, hora a que as equipas começaram a regressar às respetivas terras. 

(MAGDA CRUZ/8ªCOLINA)

Vamos diretos ao que é mais marcante: a equipa sportinguista sagrou-se tricampeã, com 284 pontos. As vice-campeãs continuam a ser as atletas benfiquistas, que arrecadaram 203 pontos e no terceiro lugar fica, pelo segundo ano consecutivo, a Juventude Vidigalense, com 150 pontos. As leoas festejaram com a sua mascote e um flare verde. 

(MAGDA CRUZ/8ªCOLINA)

No setor masculino, há reviravoltas. O novo e atual campeão nacional de SUB20 é o Sporting Clube de Portugal. Ao terminar o campeonato com 435 pontos, há novo campeão em Portugal, com mais 78 pontos que aquele que era tricampeão: o Sport Lisboa e Benfica. A vitória do SCP em ambos os sexos deu vontade aos atletas de dar uma última volta à pista de Vagos, desta vez com os símbolos do clube e muito, muito mais devagar, para saborear o tricampeonato das raparigas e o regresso às vitórias dos rapazes. 

(MAGDA CRUZ/8ªCOLINA)

Um dos atletas que melhor este neste campeonato é Omar Elkatib, que na foto está sentado na cadeira, após ter levado o ouro nos 400 m (com um tempo de 48.19s) no primeiro dia de provas. No segundo, vai buscar o ouro nos 200m (com a marca de 21.84s). 

(MAGDA CRUZ/8ªCOLINA)

Na foto, Duarte Gomes, do SLB, atleta que se qualificou para o Campeonato Europeu de Juniores, que se vai realizar em Boras, na Suécia, já a partir de dia 18 de julho deste ano e que se prolongará até 21 julho. Duarte sagrou-se campeão nacional de juniores nos 5000m, registando uma marca de 14 minutos 51s19. Depois destas 12 voltas à pista ao ar livre, Duarte vai ter de continuar em rotação, pois a época dele ainda não acabou. 

(MAGDA CRUZ/8ªCOLINA)

Na foto, o momento em que Carlos Pitra, do SCP, larga a vara e completa o salto que lhe valeu os 4m e 40. Carlos levou a prata. O ouro ficou nas ilhas e nas mãos de Pedro Buaró do Grupo Desportivo do Estreito, da Madeira. Pedro saltou 4m e 61 com a vara. 

(MAGDA CRUZ/8ªCOLINA)

Nos 3000m obstáculos, a campeã é Barbara Neiva, do SCP (à direita na foto), com um tempo de 11 minutos 06s74. Já o campeão Etson Barros, do SLB, com a marca de 9 minutos 07s44. Esta é uma prova muito dura, uma vez que os atletas têm de transpor várias traves e saltar para a vala de água. É especialmente mais dura para as raparigas porque eram 16 na corrida ao título. Os homens, por sua vez, eram 8, por isso não corriam “nos calcanhares” do colega.

(MAGDA CRUZ/8ªCOLINA)

Na prova dos 800m femininos, quem saiu por cima foi a atleta de Viseu Rita Figueiredo, do Grupo Desportivo Ribeirinhos. Rita terminou com 2minutos 11s28, mas é de realçar a qualidade de todas as 23 atletas, que correram distribuídas em três séries: o pior tempo foi de 2:32.83. No caso masculino, o campeão é sportinguista e é ele Nuno Pereira, que completou as duas voltas à pista em 1:51.13. 

(MAGDA CRUZ/8ªCOLINA)

Falando de salto em altura, a chamada foi boa para Gerson Baldé, do Sporting, que saltou 2m14. Na foto, vemos o atleta que ficou no segundo lugar mais alto do pódio: Goncalo Veloso, do SLB, que ficou 4cm abaixo de Baldé. O lugar que restava no pódio foi ocupado por Diogo Oliveira, que jogava em casa. Este atleta do GRECAS de Vagos saltou 2m07. 

(MAGDA CRUZ/8ªCOLINA)

O característico moliceiro de Aveiro serviu de pódio aos atletas que mereceram uma medalha. Foram 46 as provas dos dois dias, por isso foram atribuídas 136 medalhas e 3 troféus. 

Gostaste deste artigo? Partilha-o!

One Comment

Comments are closed.