Billie Eilish em Portugal

Billie Eilish, cantora e compositora norte-americana de 17 anos, veio a Portugal dar o seu primeiro concerto no dia 4 de setembro, na Altice Arena. O seu primeiro single, “Ocean Eyes”, foi lançado em 2016, e foi aí que começou a sua escalada em direção ao sucesso. Os temas “Bad Guy” e “Bored”, que fez parte da banda sonora da série 13 Reasons Why, são duas das mais conhecidas faixas da jovem artista.

Billie tornou-se um fenómeno mundial pela forma como compõe e interpreta as suas músicas, o que é visível no número de visualizações e audições que apresenta. No Spotify, destacam-se “Bad Guy (com quase mil milhões de audições), “Lovely (com quase 765 mil) e “When the Party´s Over(com mais de 199 mil). No Youtube, as duas primeiras têm, respetivamente, 651 milhões e 515 milhões de visualizações. A cantora ficou também no top 3 dos discos mais vendidos, em vinil, no ano de 2019 (com 47 mil vendas), estando apenas atrás de dois discos dos Queen.

Em entrevista à Vanity Fair, a artista responde exatamente às mesmas perguntas a que já tinha respondido nos anos anteriores (2017 e 2018), comentando-as. Assim, conseguimos perceber a evolução por que tem passado ao longo dos anos – o crescimento do seu sucesso e da sua importância no mundo da música; o ultrapassar de uma fase mais complicada da sua vida, marcada pela depressão e pela falta de confiança; os seus projetos e aspirações para os próximos anos, entre outros aspetos.

Rita, 15 anos, conheceu a voz desta cantora através do seu primeiro single e, a partir daí, passou a acompanhar os seus projetos. A jovem salienta a produção musical como uma das principais razões para as suas músicas serem tão “especiais e fascinantes”, para além da “harmoniosa voz da Billie”. Confessa ainda que o facto de esta ser tão jovem estimula ainda mais o interesse, uma vez que as suas músicas têm um significado bastante profundo e muito diferente daquele que é típico dos artistas desta idade.

Para Rita, o concerto de Billie Eilish foi “inesquecível e para repetir”. Não esperava que o irmão e produtor musical da artista, Finneas, também estivesse presente. Destacou esse momento como um dos pontos altos da noite, assim como os cenários, que em conjunto com a música conseguiram despertar diferentes emoções ao público.

Artigo escrito por: Joana Margarida Fialho

Nota: Fotografias cedidas pela Everything is New, produtora do concerto.

Gostaste deste artigo? Partilha-o!

Scroll to Top